#culturagerafuturo

Vídeos

9 de Março de 2018

Gabriel Thomaz, banda Autoramas

“Há 20 anos que fazemos música. Já tocamos em 23 países sem apoio de ninguém. Somos  prova de que cultura gera renda e coisas muito boas para o País”

26 de Janeiro de 2018

Ana Carla Fonseca, Garimpo de Soluções

“Há uma série de impactos quando você investe em cultura.  Gera um efeito em cascata na economia e preparar uma força de trabalho para um futuro muito próximo”

26 de Janeiro de 2018

Paulo Schmidt, presidente da Apro

“Um dos melhores recursos que o Estado aplica é na cultura. Só pelo aspecto econômico, a gente retorna cinco vezes mais para a sociedade”

26 de Janeiro de 2018

Sérgio Melardi, Interarte Produções Artísticas

“A cultura é um gerador de emprego, de renda e de perspectiva de vida. As pessoas não têm conhecimento do que está por dentro de uma atividade cultural “

26 de Janeiro de 2018

Marcelo Lopes, Fundação OSESP

“A cultura gera renda, emprego, percepção de valor, inclusão das pessoas, reafirmação da nossa vida como Nação. Ela traz um sentido de comunidade e união”

26 de Janeiro de 2018

Carlos Meceni, membro do MOTIN

“O governo tem que saber lidar com os tamanhos das produções. O pequeno produtor tem que ter um mecanismo de proteção a profissão dele.”

26 de Janeiro de 2018

Roberto Mello, diretor-geral da Abramus

“A cadeia produtiva e econômica  da cultura é o que impulsiona o Brasil. Precisamos fazer com que a cultura seja a grande mola motriz do país”

26 de Janeiro de 2018

Carlos Moletta, produtor de cinema

“Existe toda uma cadeia econômica que vive da cultura. Ela movimenta mais do que a indústria farmacêutica e do que a indústria automobilística “

26 de Janeiro de 2018

Fábio Palma, diretor do IED

“O Brasil tem uma vocação natural para a criatividade para realmente ter produções de altíssimo nível. Tem que ser comunicado esse valor”

26 de Janeiro de 2018

Márcio do Val, gerente do ECAD

“É importante reconhecer o que a cultura gera de receita, de bens, de desenvolvimento. Tudo o que o país precisa para retomar o seu destino de direito”