#culturagerafuturo

Gastronomia transforma vida de mulheres no Complexo da Maré

por admin | 11 de junho de 2018 | Notícias

Com buffet e oficinas gratuitas de culinária, programa Maré de Sabores promove qualificação, geração de renda e aumenta autoestima de alunas

O Maré de Sabores, programa da Redes de Desenvolvimento da Maré, vem mudando, há oito anos, a vida de mulheres e o próprio Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. O que teve início como uma demanda de mães por uma alimentação mais saudável para os filhos, em uma escola pública da comunidade, deu lugar a oficinas de culinária com a formação de 500 mulheres, empresa de buffet e festival gastronômico.

Coordenadora do Maré de Sabores, Mariana Aleixo, 30 anos, explica que os projetos trazem diversos benefícios, como melhora da autoestima, qualificação, geração de renda, inserção no mercado de trabalho e incentivo ao empreendedorismo. “A gastronomia é uma ferramenta também para estimular o empoderamento feminino. Com as oficinas e o buffet, muitas mulheres abriram negócios, fizeram universidade e foram para o mercado de trabalho”, exemplifica.

Mariana lembra ainda que, no Complexo da Maré, há mais de 3 mil estabelecimentos comerciais e que um terço deles envolvem culinária. “Quando falamos de gastronomia, falamos de economia. É um potencial econômico que precisa ser incentivado”, defende. Para a coordenadora, melhorar a qualidade de vida da mulher é melhorar a qualidade de vida do território. “A mulher pensa no sentido coletivo. Ela não melhora apenas a escola do filho, é escola para todos. Ela quer que a Maré inteira tenha acesso à coleta de lixo. Há um sentido coletivo de melhorar a qualidade de vida”, avalia.

O programa Maré de Sabores oferece duas oficinas gratuitas por semestre. Para participar, as interessadas devem fazer inscrição online e passar por um processo de seleção. E a procura é grande: neste semestre, foram 175 inscritas e 44 selecionadas. Entre as aprovadas, está Juliana Rodrigues, moradora da Maré que pretende ainda ter aulas no curso avançado e, depois, abrir o próprio negócio.

“É uma experiência muito boa para mim, um aprendizado muito grande. Sempre foi o meu sonho fazer curso de gastronomia, mas geralmente é caro, um valor que não é acessível”, afirma Juliana. “Vou conseguir tirar meu sustento com gastronomia, porque me passam um aprendizado muito grande. Tenho certeza de que vou sair de lá bem capacitada mesmo”, conclui.

Integrante do programa Maré de Sabores desde o início, Michele Gandra se dedica hoje a coordenar a cozinha do buffet e a dar aulas. “O projeto mudou toda a minha vida. Antes do Maré de Sabores, nunca tinha trabalhado fora. Ele me deu um aprendizado profissional. Quando entrei, tinha 36 anos e achava que estava velha para o mercado de trabalho”, lembra.

Ao longo dos anos, Michele viu a vida de muitas alunas, assim como a dela, mudarem com o projeto. “Muitas mulheres entram no projeto sem saber o motivo real, procurando uma ocupação, se fortalecem e conquistam uma capacidade de ir para o mercado de trabalho formal ou abrem seus próprios espaços”, diz. “Tudo que temos hoje é sonho conquistado e agora é só repartir e continuar transformando vidas”.

Festival Comida de Favela

Em 2015, o Maré de Sabores promoveu o Festival Comida de Favela com objetivo de valorizar as experiências culturais da Maré. “Há muitos moradores nordestinos, comunidade angolana, indígena ou do Norte do País na Maré. Esse mosaico podia ser visto e experimentado nos bares”, lembra Mariana Aleixo.

Para a coordenadora, a iniciativa deu certo porque as pessoas viram que existiam outras coisas naquele lugar, que vão além da violência. “Existe uma economia criativa ali”, diz. “É a valorização de um comércio que faz parte da Maré e que cria alternativas possíveis para a comunidade.” Os idealizadores do festival sonham em realizar uma nova edição do evento em breve.

Saiba mais: http://redesdamare.org.br/maredesabores/

O programa Maré de Sabores oferece duas oficinas gratuitas por semestre. Para participar, as interessadas devem fazer inscrição online e passar por um processo de seleção. (Crédito: Maré de Sabores / Divulgação)