#culturagerafuturo

Turismo cultural: Guiadas Urbanas desbrava subúrbios do Rio

por admin | 12 de junho de 2018 | Notícias

Desde 2012 a iniciativa traz um novo olhar para destinos como Madureira, Penha, Marechal, Cascadura com valorização da cultura local

A arquiteta urbanista e guia de turismo Karolynne Duarte nasceu no bairro de Engenho Novo e mora há mais de 33 anos em Cascadura. Das brincadeiras de infância, vividas na rua com os pais e avós na porta de casa, levou adiante uma bandeira: ocupar, cuidar e valorizar os espaços públicos e suas culturas. Desde 2012, quando fundou a agência de turismo Guiadas Urbanas com o sócio Vilson Luiz, Karolynne procura trazer esse novo olhar para o subúrbio e apresentar um Rio de Janeiro que vai além dos cartões postais.

O Guiadas Urbanas promove roteiros em diversos bairros do Rio de Janeiro, como Madureira, Penha, Cascadura, Marechal Hermes, Méier, Irajá e Engenho de Dentro. A programação inclui prédios históricos, parques e aspectos culturais que vão de rodas de capoeira a comidas famosas do local. “Queremos apresentar a memória e os espaços de cultura”, explica Karolynne. “Mostramos os grupos de jongo, de samba, falamos da história, da ocupação. Mostramos outro olhar e ressignificamos esses espaços”, diz.

A iniciativa é tocada em parceria com o sócio  Vilson Luiz Silva,  que nasceu, cresceu e viveu no bairro da Penha . Foi  lá  também que ele cursou a graduação em administração de empresas e fez especializações. A fundadora da agência calcula que cerca de 3 mil pessoas já participaram dos roteiros, incluindo estrangeiros e alunos de escolas públicas. “Os subúrbios cariocas não são enxergados pelas pessoas nem pelas políticas públicas. A gente que vive aqui sabe da história e da cultura local. Esse projeto valoriza nossa cultura”, explica.

Em 2017, a agência incluiu alunos de escolas públicas, de 14 e 15 anos, em três roteiros que tratavam da história do samba no Centro, em Madureira e na Penha. “Foi extremamente gratificante para o projeto e para os alunos. Trouxemos a reflexão da importância que os alunos têm. Eles são agentes que podem preservar e conservar o patrimônio”, lembrou Karolynne.

Em um dos passeios, estudantes viram o Parque da Penha e um parque da zona sul que, com engajamento dos moradores, foi revitalizado. “Eles viram que poderiam fazer parte da manutenção do Parque da Penha”, afirma. “É um trabalho gratificante, de formiguinha, de resiliência, mas que transforma”, acrescenta.

Hoje, Karolynne e Vilson consideram o Guiadas Urbanas como um negócio social e de impacto. Exemplo disso é essa execução do projeto nas escolas,  que promove a valorização dos espaços suburbanos por meio da história  e da cultura local,  além de estimular os alunos a se enxergarem como parte da cidade, como verdadeiros agentes de preservação e conservação da memória do seu bairro e de todos os equipamentos urbanos ali existentes. “O senso de pertencimento é a mola mestre deste lindo projeto”, afirma Karolynne.

Acarajé turbinado

Além de chamar a atenção para esses bairros, o Guiadas Urbanas gera desenvolvimento da economia local. A chegada de turistas é a oportunidade para vender quitutes, artesanatos, ou tornar mais conhecida alguma manifestação cultural local, como o jongo.

A baiana Juciara Vieira dos Santos, mais conhecida como Juju do Acarajé, tem um ponto numa praça em Marechal Hermes e, graças ao Guiadas Urbanas, viu suas vendas aumentarem. “Esse projeto é uma maravilha. Com ele, apareceram outros contatos, outros eventos que me chamam. Tornou meu trabalho mais conhecido”, conta. “Todo mundo gosta do meu acarajé, graças a Deus”, brinca.

Ao conscientizar as pessoas, a iniciativa também gera ciclo benéfico para o futuro. “Cidadão hoje só quer reclamar, mas não entende que faz parte do espaço e que precisa zelar por ele. Quando você tem conhecimento da história é difícil derrubar esse espaço”, garante Karolynne.

Saiba mais: https://www.facebook.com/guiadas/

Guiadas Urbanas com alunos de intercâmbio dos Estados Unidos em roteiro por Madureira, no Rio de Janeiro. (Crédito: Guiadas Urbanas / Divulgação)